Serviços Nossa forma de trabalho

Função da pesquisa

É uma forma de captar informações do ponto de vista do consumidor, levantando sua visão da marca/produto/serviços, seus hábitos e suas expectativas dentro do universo desejado.

Uma boa pesquisa traz conteúdo relevante para o profissional de vendas, de comunicação e planejamento, ou o empresário, que por sua rotina profissional não consegue acompanhar as rápidas mudanças que acontecem hoje em dia. A análise eficiente de uma pesquisa consegue trazer insights, pontos a serem considerados e principalmente um alinhamento das expectativas do consumidor com a realidade cotidiana dele, podendo ou não ser aspiracional.

É um modo da marca/produto/serviços estar atualizado com o que se passa na cabeça do consumidor enquanto ele está na rua, dentro de seus lares, no trabalho e como isso se reflete na hora que tal consumidor decide consumir (ou não) determinado produto ou serviço.

Formas de pesquisa

As pesquisas podem ser divididas de várias formas, a mais simples é observando o que elas entregam, em três níveis.

O desk research coleta informações do mercado, de material acadêmico a pesquisas do governo, além de outras fontes públicas e pagas de consulta. Inclui notícias de jornal, comentários e formadores de opinião, é um apanhado da informação que “está circulando”, interpretado com foco na comunicação, concepção de produto, ou o foco necessário em questão.

Este desk pode ser ampliado com uma exploratória in loco onde o principal é entender comportamentos e opiniões de maneira natural.

Com um desenho voltado ao insight, a ideia, a percepção do consumidor, as pesquisas qualitativas desenham um conceito mais subjetivo do assunto estudado. Uma qualitativa pode ser feita via focus group, entrevista em profundidade, tríades, é uma conversa a uma ou mais bocas que trazem a mesa as qualidades e alertas sobre determinado assunto. É ótimo para a área de criação, gerando conceitos e permitindo uma visão do consumidor que nem sempre existe no andar criativo de uma agência de propaganda, por exemplo. É uma forma de explorar como vivem e pensam aquele consumidor que está distante da marca/produto ou projeto ou ainda resgatar nos que consomem os melhores atributos e pontos que desagradam para uma evolução visando a fidelização pela busca da excelência, sempre do ponto de vista do consumidor e não de quem está no cotidiano do mesmo.

E de forma objetiva, as pesquisas quantitativas trabalham com números. Sua saída são tabelas e gráficos, são amostras maiores com significância estatística, e ajudam mais no planejamento e estratégico, além de trazer respostas objetivas sobre oferta, demanda, e outros números que sejam importantes para um plano de negócios.

Eficiência da pesquisa

Três coisas são sempre importantes:

– elaboração de questionário e roteiro. Em alguns momentos o pesquisador é um pouco psicólogo, fomentando o consumidor a revelar o que o leva a tal comportamento. Em outras, tem que ser direto e reto: perguntas objetivas que tragam respostas objetivas e de utilidade imediata

– confiabilidade do dado. Pois como visto acima, é muito fácil levar o consumidor a falar aquilo que a marca quer ouvir. Este é o pior erro em uma pesquisa.

É um erro baseado em achismos no começo do processo que deturpam a resposta e trazem um falso positivo. É um erro baseado em perguntas com margem a dupla interpretação.

– estar disposto a ouvir “não”. Quando se contrata uma pesquisa, está em busca de informação. O contratante precisa ter a mente aberta para rever seus conceitos, e se preciso aprofundar-se no porque de respostas não esperadas. Um dos erros mais claros é quando o resultado se mostra contrário a expectativa, em especial nas quantitativas, mas o contratante prefere tentar mudar os fatos para que se encaixem a teoria. Aqui vale o Princípio Científico.

Existe um quarto passo, que vai além da pesquisa. Vontade de agir. Depois da pesquisa, é preciso atuar conforme o que foi concluído. Deixar o resultado na gaveta não traz mudança sozinho.

Monitoramento

Uma forma de entender a rotina de profissionais, consumidores ou clientes e onde as marcas, produtos ou serviços podem contribuir ou serem mais relevantes.

O processo de monitorar pode ser realizado de diversas formas, desde o acompanhamento físico durante uma compra, uma consulta ou uma busca por um serviço específico até entender a rotina diária de profissionais ou consumidores e sua relação com as marcas que admira, os produtos que consome e seus hábitos.

A boa análise pode trazer diferenciais de comportamento que aproximem ou afastem a marca do seu consumidor, e com este resultado em mãos uma estratégia bem elaborada pode incentivar, reverter ou mesmo ampliar a presença da mesma na vida do consumidor.

Projetos Especiais

Todo projeto que envolva planejamento estratégico, levantamentos ad hoc ou um desenho peculiar e inovador pode ser desenvolvido de maneira eficiente dentro da estrutura de informações que temos.

Estes projetos envolvem etapas que vão além da pesquisa, englobam:

– caminho estratégico para comunicação através de um planejamento embasado;

– análise de geomarketing para abertura de novas franquias ou pontos de venda;

– levantamentos exploratórios sobre comportamento em novas regiões de contato;

– duble de cliente onde o objetivo é testar e entender o atendimento e oferta dos prosutos/serviços

– projetos ad hoc onde o melhor caminho é construido junto com o cliente.

Brand Performance Monitor

Como está sua marca na vida do consumidor?

MARCA – quais os atributos que o consumidor leva em consideração na hora de admirar as marcas do seu segmento e a sua marca? Neste desenho fixo de atributos é fácil fazer comparativos claros e entender pontos relevantes ou lacunas que possam ser ocupadas em uma ação, novo produto, projeto ou comunicação.

COMPRA – mesmo sendo amante de uma marca, o consumidor muitas vezes não a consome, porque? Aqui entender o critério de conversão ajuda a desenhar novos formatos de abordagem, PDV, logística e ambientes de contato, onde suprir os critérios de compra pode ampliar suas vendas.

EXPERIÊNCIA – o que aquele “consumo” gerou para esse consumidor, porque ele retornaria ou não a frequência? Entender a experiência e como ela é importante para a manutenção deste consumidor faz toda a diferença principalmente para inovar ou evoluir.

 

Metodologia

– proprietária

– 100% segura

– desenvolvida por equipe com mais de 20 anos de experiência

– atualizada com o mundo e o consumidor moderno

– 100% pela perspectiva do consumidor

– histórico e comparativo seletivo

– fácil de usar

– dashboard vivo

Siga-nosAcompanhe a gente nas redes sociais

Email

Envie sua mensagem

Acessar

Twitter

Siga-nos para interagir, conversar e compartilhar ideias.

Acessar

Facebook

Curta nossa página e acompanhe a gente.

Acessar

Telefones

+55 11 2539.8149